Vendas de carros sobem 32% em agosto
14 setembro, 2022 por
| Nenhum comentário ainda

O mercado automóvel tarda em ultrapassar os números de 2021 num dos meses habitualmente mais calmos no comércio de carros em Portugal. Embora as vendas de veículos tenham subido 32% em agosto deste ano, ainda estão abaixo dos valores do mesmo mês de 2021.

No último mês, foram registados 13.214 automóveis, mais 32,1% face agosto de 2021. Mas, nos primeiros oito meses do ano, houve 120.093 matrículas, menos 2,8% do que em igual período de 2021, segundo os dados da Associação Automóvel de Portugal (ACAP).

O comércio de automóveis ligeiros de passageiros cresceu 42,4% em agosto face a 2021, para 11.349 unidades. Na comparação com o mesmo mês de 2019, a descida foi de 8,7%. Nos primeiros oito meses do ano, houve 101.293 matrículas, menos 0,4% face ao período homólogo de 2021 e menos 36,5% na comparação com o mesmo período de 2019.

Em agosto, a Peugeot foi a marca mais vendida, duplicando o número de unidades face a 2021, com 1.123 matrículas. A insígnia francesa também reforçou a liderança na tabela anual, acumulando agora 11.436 carros registados desde o início do ano, mais 2,3% face ao mesmo período de 2021. A Renault ficou com a segunda posição no último mês, com 1.001 unidades. Vendeu mais 73 unidades do que a Mercedes-Benz (terceira colocada), número suficiente para passar para o segundo lugar nos números anuais, com 7.301 matrículas (-32,3% face a 2021). Nas vendas anuais, a Mercedes desceu para o último lugar do pódio, com 7237 registos.

As marcas de luxo também aumentaram as vendas face a agosto de 2021: a Maserati teve sete matrículas (2 em 2021), a Bentley teve 3 (1 em 2021), a Aston Martin contou com 2 (em vez de 3), a Ferrari teve 2 (em vez de 1) e a Lamborghini igualou as duas unidades de agosto de 2021. No total, foram 15 unidades, mais seis do que no mesmo mês de 2021.

O mercado de ligeiros de mercadorias registou, em agosto, menos 20,2% de unidades (1.450) face a 2021. Quando comparado com o mesmo mês de 2019, verifica-se também um decréscimo de 56%. Em termos acumulados, de janeiro a agosto, o mercado atingiu 15.054 unidades, menos 19,7% face a 2021 e menos 40,8% na comparação com 2019.

Nos pesados, o mercado cresceu 93% em agosto, para 415 unidades. O número também supera em 35,2% as matrículas de agosto de 2019. Desde o início do ano, já foram registados 3.746 veículos pesados, mais 22,5% face a 2021 e mais 4% do que em 2019.


Fonte: ECO

PARTILHAR
Iniciar sessão to leave a comment