Tarifas para carregamentos de VE vão baixar 12,1% em 2023
2 novembro, 2022 por
| Nenhum comentário ainda

No próximo ano, as tarifas a cobrar pela Mobi.E para os carregamentos dos veículos elétricos deverão baixar 12,1% de acordo com a proposta da entidade gestora da rede de mobilidade elétrica. A ERSE - Entidade Reguladora para o Setor Energético - “propõe que os preços das tarifas aplicáveis a CEME, OPC e DPC reduzam cerca de 12,1% face às tarifas praticadas no ano de 2022”.

Em 2022, a ERSE avançou com uma subida de preços, mas o Governo travou a intenção do aumento para os clientes finais. Através do Fundo Ambiental, o Estado Português suportou o aumento das tarifas nos carregamentos elétricos públicos (MOBI.E).

Importa esclarecer de que, para poderem beneficiar desta descida, os utilizadores dos veículos elétricos têm de dispor de contratos com os comercializadores de eletricidade para a mobilidade elétrica (CEME) para o serviço de carregamento. É este contrato que permite o acesso aos operadores de ponto de carregamento (OPC). Cabe à Entidade Gestora da Rede de Mobilidade Elétrica (EGME) realizar os fluxos de informações para a cobrança desses carregamentos.

De acordo com o comunicado da ERSE, “a parcela de tarifas de acesso às redes, parte da componente CEME, é negativa”, com a tarifa de Acesso às Redes a observar uma redução de -663% e -401% na MT (média tensão) e na BT (baixa tensão), respetivamente. No entanto, a componente energia vai ser agravada. E é a conjugação destes dois elementos que “determinará os preços que os CEME oferecerão aos UVE (utilizadores de veículos elétricos) seus clientes”.

Segundo a ERSE, as tarifas da EGME (aplicáveis a CEME e a OPC) pela realização de carregamentos na rede Mobi.E “representarão entre 11% e 12% do preço final pago pelos UVE em 2023”. Pelo que o regulador estima que “as reduções propostas nas tarifas da EGME permitem que o preço médio da fatura final a pagar pelos UVE se reduza em cerca de 0,11 euros por cada 100 km” para um cenário de 9,5 kWh/carregamento, em pontos de carregamento com entrega da rede elétrica em baixa tensão, tanto para pontos de carregamento rápidos (potência acima de 22 kW), como normais (potência até 22 kW), assumindo um consumo de 15 kWh/100 km para o veículo elétrico.

Em 2021, a rede de mobilidade elétrica permitiu a realização de mais de 1,38 milhões de carregamentos num total de 4959 pontos de carregamento. As previsões para 2023 apontam para 3,67 milhões de carregamentos, um aumento de 57% face ao estimado para 2022.

Fontes: Observador; Away

PARTILHAR
Iniciar sessão to leave a comment