Primeiro Mazda Elétrico recebe upgrade no carregamento
12 maio, 2022 por
| Nenhum comentário ainda

O primeiro veículo de produção 100% elétrico da Mazda, o MX-30, foi alvo de um upgrade, Geração de 2022 que está já disponível para encomenda. A entrega das primeiras unidades ocorre a partir de julho.

Nesta evolução, a marca destaca a melhoria do carregamento e dos equipamentos inerentes ao processo e novas opções de cores do MX-30, tanto no exterior como nos acabamentos interiores, numa gama que em Portugal se passa a compor de quatro níveis: Prime-Line, Exclusive-Line, Advantage e Makoto.

Assim, os upgrades técnicos integrados no Mazda MX-30 destinaram-se a tornar mais fácil a sua utilização, com este EV a passar, a partir de agora, a suportar o carregamento AC trifásico de 11 kW. O carregamento rápido DC também foi melhorado, através do aumento de carga máxima que o veículo pode aceitar, de 40 para 50 kW, permitindo uma redução para 26 minutos, dos tempos de carregamento rápido DC, cerca de 10 minutos menos do que na anterior versão.

Refere ainda o fabricante que a sonoridade do MX-30 elétrico ajuda os condutores a reconhecer, no seu subconsciente, a quantidade de binário gerada pelo motor, “cuja frequência sonora foi também otimizada, conjugando-se com os demais sons que são ouvidos em circulação, como as rodas e o ruído do vento, permitindo aos condutores reconhecer o volume de binário de uma forma natural, de modo a que a sonoridade não se torne invulgar”.


Esse novo interior integralmente preto é pontuado por detalhes em cinzento e em branco nos estofos em tecido, do tipo ganga, bem como pela adoção de cortiça castanho-escura na consola e nas pegas e guarnições das portas.

Mecanicamente não se registam alterações no propulsor e-Skyactiv, tecnologia que combina um motor 100% elétrico e uma bateria de iões de lítio de 35,5 kWh, gerando uma potência máxima de 107 KW (145 cv) e um binário máximo de 270,9 Nm. A aceleração dos 0 aos 100 km/h faz-se em 9,7 segundos, para um consumo energético que passa agora a ser de 17,9 kWh/100 km. Também a autonomia se mantém nos 200 km, extensível aos 265 km em ambiente urbano.

Fontes: Welectric

PARTILHAR
Iniciar sessão to leave a comment