Mirandela: gás produzido a partir do lixo já permitiu poupança de 2 milhões de €
20 julho, 2022 por
| Nenhum comentário ainda

Entrou na rede de abastecimento portuguesa, pela primeira vez, biogás produzido a partir de resíduos em aterro sanitário. O projeto inovador aconteceu em Mirandela, no distrito de Bragança e tem como objetivo reduzir a dependência energética.

Duarte Cordeiro, ministro do Ambiente e da Ação Climática, esteve presente durante a primeira injeção de biometano na rede de gás natural no Parque Ambiental onde se localiza o aterro sanitário do Nordeste Transmontano. O ministro salientou a capacidade de inovação e de cooperação regional que permitiu a realização do projeto. De modo a generalizar projetos semelhantes ao de Mirandela, o Governo irá optar por incentivos aos municípios, nomeadamente a devolução de parte das taxas de gestão de resíduos em aterro ou vir a financiar a tonelada de resíduos recolhidos.

De acordo com Hernâni Dias, presidente da Resíduos do Nordeste, o aproveitamento do gás produzido pelo lixo já se reflete numa poupança de dois milhões de euros. Num futuro próximo, serão feitos ensaios de modo a perceber se, até ao final do ano, será possível atingir a totalidade de gás renovável nesta rede.

Os cerca de 80 clientes domésticos e as empresas do antigo complexo do Cachão serão os primeiros em Portugal a ser abastecidos por este gás renovável. O equipamento abastece camiões do lixo da Resíduos do Nordeste, outros veículos pesados, a frota de logística do grupo e viaturas ligeiras de turistas e emigrantes.


Fonte: SIC Notícias


PARTILHAR
Iniciar sessão to leave a comment