Elétrico compensa investimento? O carro paga-se a si mesmo
2 fevereiro, 2022 por
| Nenhum comentário ainda

A OCU, associação de defesa do consumidor espanhola, considerou o preço mais elevado de um elétrico comparativamente com os veículos de motores a combustão e o seu custo de manutenção mais baixo para analisar esta equação. 

Tomamos como base que, para abastecer um carro elétrico à noite na sua própria residência pelas taxas cobradas no país, gasta-se um equivalente a 2,66€ por cada 100km. “Por um carro a gasolina gastaríamos 10,60€ e um diesel 8,30€”, afirma a associação. Para carregamentos de rua, a OCU analisou quanto custa percorrer 200km (preço cobrado por 40kWh no carregamento rápido de 48 minutos). Importante denotar que o preço final depende sempre da aplicação utilizada:

  • EasyCharger: 12€

  • Repsol: 15,60€

  • EDP: 18€

  • Enel: 18€

  • Iberdrola:12€

  • Ionity: 31,60€


De acordo com os especialistas da OCU, ao comparar estes custos, concluíram que o carro elétrico estaria pago a partir dos 100.000km de quilometragem contada. Já os híbridos plug-in ficariam a partir dos 140.000km, devido à baixa autonomia em modo 100% elétrico.

Nesta pesquisa foram utilizados dois modelos: o Hyundai Ioniq Electric (cerca de 35.000€ preço base) e o Peugeot e-2008 (cerca de 33.000€ base).


Fonte: 

InsideEvs - Carro elétrico 'se paga' após rodar 100.000 km, aponta pesquisa


PARTILHAR
Iniciar sessão to leave a comment