Painéis solares: tudo o que precisas de saber
19 janeiro, 2022 por
| Nenhum comentário ainda

As energias renováveis prefazem cerca de 59% da produção de energia em Portugal, sendo os painéis solares uma das principais apostas. As suas vantagens passam por: permitirem o consumo da própria energia limpa, poupar dinheiro a longo prazo, não gerar emissões poluentes, permitirem poupar e revender o consumo de energia, não gerar qualquer tipo de ruído, ser uma fonte de energia inesgotável e abundantemente disponível, entre outras. 


Estes podem ser divididos em vários tamanhos e potências, sendo estes os dois tipos mais amplamente utilizados:


  • Painéis fotovoltaicos: são compostos por células de silício que recolhem a energia solar para a transformar em corrente alternada. É o tipo mais utilizado em estruturas de auto-consumo e divide-se em duas formas: monocristalino e policristalino. Tem, ainda, diferentes aplicações dependendo do clima e da rentabilidade de cada caso;


  • Painéis térmicos: são menos comuns, sendo principalmente utilizados em instalações comunitárias de modo a gerar calor ou vapor. O seu objetivo passa por gerar energia, ainda que normalmente não sejam utilizados para fins quotidianos.




Deste modo, antes de enveredares por este meio, deves ter em atenção alguns aspetos, tais como:


  • a energia que será produzida é diretamente proporcional à duração do dia. Ou seja, no período de inverno ou nos dias chuvosos, nublados ou menos luminosos a energia produzida será menor;


  • o painel solar pode produzir mais energia do que é necessário para a casa em questão, por exemplo. Assim, deixa de ser necessário o consumo de qualquer eletricidade da rede e pode ainda ser vendido o excesso de energia, gerando um rendimento extra. Nas restantes ocasiões será necessária a compra da energia que falta;


  • não há soluções universais pelo que cada um deve adequar o tipo e o número de painel às suas necessidades. A dimensão do sistema de energia solar deve variar de acordo com os hábitos e necessidades de cada habitação;


  • os painéis podem ser instalados num quintal, terreno, terraço ou telhado. Cada painel necessita de um espaço de aproximadamente 2m2  e deve estar o mais exposto ao sol possível. A instalação em apartamentos é também possível ainda que exija a aprovação de ⅔ em assembleia de condomínio;


  • os custos de um painel solar variam consoante o tipo e a potência escolhidos. No entanto, quase a totalidade dos custos enquadra-se na fase inicial uma vez que os custos da manutenção são praticamente nulos. A médio e longo prazo já poderá começar inclusivamente a obter lucro com a venda de energia à rede.



Fontes:

Quais são as principais vantagens e desvantagens dos painéis solares?

O que saber antes de instalar um painel solar


PARTILHAR
Iniciar sessão to leave a comment